| Útil |

Convites: dicas e sugestões

  • Os convites devem de ser entregues aos convidados com pelo menos 1 mês de antecedência. O mais recomendável nos dias de hoje é que sejam feitos à volta de 3 meses antes do grande dia.
  • Manda a tradição que os convites sejam impressos em papel da melhor qualidade, branco ou creme com o texto a preto. No entanto, hoje em dia as pessoas gostam cada vez mais de usar cores e materiais diferentes. O que deve sempre imperar é a qualidade e o bom gosto nas escolhas.
  • Quanto mais formal for a cerimónia, maior deverá ser o tamanho do convite. No entanto, ditam as regras que o formato deve ser 25x19cm.
  • Em caso de envio dos convites aos convidados pelos Correios, estes deverão ser enviados em envelope duplo. O convite segue dentro de um envelope (fornecido) aberto e sem selos com o nome dos convidados manuscrito, que por sua vez deverá ser colocado dentro de um outro envelope (não fornecido), onde deverá constar o nome do destinatário e a respectiva morada.
  • Se a família que estão a pensar convidar tem filhos maiores de 16 anos, e caso pretendam convidá-los, devem entregar um convite a cada um deles. Se têm idade inferior a 16 anos, o seu nome deverá ser escrito logo abaixo do dos seus pais.
  • Deverão encomendar um mínimo de um convite por família. Incluam também um convite para o sacerdote e para aqueles familiares e amigos que, mesmo sabendo que não poderão estar presentes, fazem questão de convidar.
  • Aconselha-se acrescentar uns 10 a 20 convites ao número total para o caso de estragos, enganos e convidados de última hora. Não é viável imprimir posteriormente mais meia dúzia de convites, além de que a cor pode não ficar exactamente igual à dos primeiros.
  • A fornecer mapa para a Igreja / local da festa, este deve ser entregue junto com o convite.


Temas 

Ao visitar alguns fóruns sobre casamentos, verifiquei que existem muitos noivos que andam completamente perdidos quanto à escolha de um tema para a sua festa. Ou então, querem ser tão originais que acabam por escolher um tema que não permite uma adaptação razoável entre os diferentes elementos gráficos do evento. 
É claro que o tema deve, acima de tudo, ter a ver com a personalidade dos noivos. Na indecisão, não é obrigatório que haja qualquer tema, basta uma harmonia em termos de cores e estilos entre o convite, o placard, a ementa, o brinde. 
Deixo aqui ideias para temas. Algumas podem ser banais, mas resultam sempre bem e tratados com criatividade podem criar a diferença! 
O simples é sempre mais bonito do que um tema “forçado”. 

Agradeço se quiserem deixar mais sugestões! 

  • Flores
  • Frutos 
  • Árvores 
  • Deuses gregos / romanos 
  • Monumentos 
  • Anjos 
  • Países / cidades 
  • Ilhas 
  • Destinos paradisíacos 
  • Rios 
  • Planetas 
  • Especiarias / Ervas aromáticas 
  • Mares / Oceanos 
  • Escritores 
  • Signos 
  • Pedras preciosas 
  • Música / Instrumentos musicais 
  • Cinema / Filmes 
  • Casamentos históricos 
  • Aniversários de casamento (bodas) 
  • Sentimentos 
  • Chocolates / Bombons 
  • Pontes / Construções
  • Marcas de automóveis


Cores

Das cores quentes às frias... inspire-se!



Tipos de letra 

Seguem amostras de algumas fontes muito utilizadas em eventos. 
Escolha a(s) sua(s) preferida(s) para personalizar o seu convite!






Convites: exemplos para texto

O texto a incluir num convite de casamento pode ser mais ou menos formal, tradicional ou totalmente original, sendo os pais dos noivos, os próprios noivos ou mesmo todos juntos a convidar.
Manda a etiqueta que no caso de uma celebração religiosa se escreva “Têm a HONRA de convidar V. Ex.a(s)”, enquanto que noutro tipo de cerimónias já seja adequado “Têm o PRAZER de convidar V. Ex.a(s)”.
Cabe aos noivos optar por uma destas formas de texto ou por uma outra quiçá até de sua autoria.
Os exemplos seguintes são dos mais utilizados.

















2 comentários:

Mary disse...

Post muito completo, no entanto discordo de uma das dicas do convites: de se dar um convite à parte para filhos maiores de 16 anos. Julgo que a "regra" deve ser 1 convite por casa. Se os filhos ainda viverem com os pais, coloca-se o nome de todos no convite, para os noivos que ainda o fazem, mas o convite é sempre extensível a todos da casa. E o convite do sacerdote para mim não faz sentido, nem nunca vi isso acontecer, basicamente ele é um "fornecedor"... É pago para fazer o que faz e se não há relação próxima sem ser para aquele propósito, porquê receber um convite se nem sequer irá ao almoço? Só se se der esse caso, mas normalmente são excepções, padres próximos da família.

Berta Balinho Moreira disse...

Obrigada Mary, pelo seu parecer.
Esta recolha sobre normas foi baseada em várias fontes, que até podem ter caído em desuso, mas talvez ainda interessem aos mais tradicionais. No fundo, que impere o bom senso!